Hospital São Rafael volta a ter o titulo de filantropia após sete anos Destaque

O Hospital São Rafael voltou a ter o título de filantropia o quepossibilita receber emendas parlamentares e outros tipos de ajuda financeiras que estava impedido de receber há mais de 8 anos. A portaria que concede ao São Rafael o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas), foi assinada e publicada no Diário Oficial da União de hoje, na página 107. O hospital estava sem o título de filantropia desde 2008 e foi uma verdadeira batalha para conseguir de volta este documento.

ASSISTA

O último entrave era a disseminação detalhada de dados entre o Ministério da Saúde e o Datasus, o que foi resolvido no final de novembro. Uma vez disseminados esses dados pelo Datasus, foi dado um parecer positivo no Departamento de Certificação e o processo foi encaminhado para a elaboração da portaria no dia 5 de dezembro. A portaria foi assinada e publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (12).

A participação da doutora Tatiana Müller, diretora técnica da Comissão Administrativa foi decisiva, visto que ela foi até Brasília em quatro ocasiões para tratar desse assunto tão espinhoso. A primeira vez foi no dia 10 de agosto e a última, no dia 24 de novembro. ‘Foi fundamental acompanhar pessoalmente a tramitação dos processos mais complexos que envolvem o hospital. O desgaste foi grande, mas valeu a pena”, comemorou Tatiana Müller. 

Fonte: Da Assessoria

Sobre o Autor

Sou formado em Marketing & Propaganda (2004) e também em Jornalismo (2015) pela Unopar. Trabalho com Comunicação Social há mais de 15 anos e sou  proprietário do Jornal Manchete do Povo.

Itens relacionados (por tag)

  • Oktoberfest segue sem prestação de contas

    Sem receber pelo serviço de decoração, prestadora de serviço contratada pela festa deixa de retirar os enfeites nas ruas e prefeitura acaba tendo que assumir o ônus do trabalho que deveria ser pago pelos organizadores do evento

    O secretário de Infraestrutura, Wanderlei Massuci, revela que o prefeito solicitou a ele a retirada dos enfeites da Oktoberfest que estavam na Av. Interventor Manoel Ribas. Segundo Massuci a pessoa contratada para fazer a decoração da festa também deveria retirar os enfeites da rua após o término do evento, porém alega não ter recebido os valores contratados e por isso não fez a retirada dos adereços.

    Após publicação do internauta, Anderson Buss Cardoso nas redes sociais cobrando providências, o jornal Manchete do Povo compartilhou o pedido que logo teve a participação de várias pessoas reivindicando explicações.

    Cristiano Moreira Qual a dificuldade técnica para a remoção da decoração? Quais as implicações administrativas? Ou melhor: Há alguma justificativa para a inércia?

    Alexandre Alves Me seguro para não fazer comparações, pois posso ser injusto, mas alguns erros são tão primários. Duvido que estes enfeites não dariam para serem reaproveitados se tirados antes de estragarem.

    A redação tentou contato com a diretoria da festa, mas o telefone informado só “caiu” na caixa postal. O Objetivo é saber quanto foi gasto com a decoração, de onde veio o dinheiro e se realmente a responsável contratada não recebeu o combinado.

    Esta prestadora de serviço também não foi localizada, até o fechamento da edição impressa do Jornal Manchete do Povo.

    Há quase um mês do término do evento ainda não foi pulicada a prestação de contas e não se sabe quanto foi gasto em recursos públicos do município para apoiar a festa.

    Questionado em outra oportunidade, Amilton Neno da Silva, presidente da Comissão Organizadora da Oktoberfest de Rolândia, garantiu que passará a prestação de contas para a imprensa assim que estiver pronta e responderá os questionamentos do MANCHETE DO POVO em entrevista.

    O secretário de Cultura, Fernando Pina explica que da sua pasta não teve verbas despendidas, mas recursos humanos com o trabalho de servidores cedidos para a organização da festa, ele acredita que o maior gasto teria sido com o trabalho da secretaria de Infraestrutura. Por sua vez, Wanderlei, secretário da infra, ressalta que também só teve apoio através de recursos humanos.

  • Rolândia em Defesa da Família

    Líderes religiosos, católicos e protestantes, sociedade civil organizada e comunidade organizam um grande manifesto em defesa da Família

    Diante das inúmeras polêmicas envolvendo crianças, relacionadas à arte com nudismo em praça pública, pedofilia, suicídio, ideologia de gênero entre outros temas contrários aos conceitos tradicionais da família, um grande manifesto está previsto para acontecer no próximo dia 26 de novembro.

    O evento está encabeçado por um grupo de pastores e padres que na última quarta (08) se reuniu no NANUK para definir a pauta do manifesto, estiveram presentes pastores, padres, vereadores, o vice-prefeito e representantes de várias lideranças da cidade.

    A programação foi acertar os horários dos cultos e missas para que no dia 26 terminem na mesma hora e os membros das igrejas se juntem com todos aqueles que tenham o mesmo pensamento em defesa da família e das crianças na praça Castelo Branco às 18 horas.

    Toda a comunidade está convidada a participar do movimento.

    Para mais informações CURTA e COMPARTILHE a página facebook.com/rolandiaemdefesadafamilia

  • EDIÇÃO 286

Localização

Rua: Alfredo Moreira Filho
N°: 362
CEP: 86600-003
Rolândia - PR

Mapa

O Jornal

Manchete do Povo - Mais de 3 mil exemplares todos os sábados em mais de 140 pontos da cidade.

Contato

Telefone: (43) 3016 0201

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fale conosco

News Letter

Receba nossas novidades por e-mail

logo-manchete-do-povo-rodape