Morte de criança por escorpião coloca população em alerta

Morte de criança por escorpião coloca população em alerta Destaque

Um menino de apenas quatro anos morreu semana passada ao ser picado por escorpião enquanto dormia na cidade de Jussara, região Noroeste do estado. A SESA (Secretaria de Estado da Saúde) revela que 771 acidentes causados por escorpião foram registrados no Paraná até agosto desde o início do ano.

Em Rolândia o Diretor de Vigilância em Saúde, Rafael Dias, afirma que não teve nenhuma ocorrência registrada em 2017 e alerta que a principal medida para evitar acidentes é a prevenção através da limpeza dos quintais e terrenos vazios.

Ele explica que por determinação do Ministério da Saúde, no caso de acidentes, o paciente de Rolândia é encaminhado para o CIT (Centro de Informações Toxicológicas) de Londrina no H.U. (Hospital Universitário), referência para todos os municípios do norte do PR. “Não temos nenhum soro nos municípios, só nos centros de referência, pois o armazenamento e aplicação são muito complexos”, ressalta.

Dias garante que as UBS do município estão aptas para receber as ocorrências e enviar os pacientes para o CIT.

No caso da criança de Jussara relatos dão conta que a demora no atendimento pode ter sido crucial na causa da morte, pois o menino fazia parte do grupo de risco, com maior incidência de mortes entre menores de sete anos e idosos com mais de 60.

Segundo entrevista publicada na Folha de Londrina (Edição 20.980) o Coordenador do CIT, Camilo Molino Guidoni, destaca que, logo após a picada, é necessário lavar o local com água e sabão, capturar o animal ou tirar uma foto e encaminhar o paciente o mais rápido possível para uma Unidade de Saúde.

O caso do menino teve grande repercussão e a Vigilância Sanitária de Rolândia passou algumas orientações no sentido de informar a população.

Leia mais em: Morte de criança por escorpião coloca população em alerta e Vigilância faz orientações 

Vigilância sanitária de Rolândia informa e orienta sobre escorpiões

 

O que fazer para controlar a ocorrência de escorpiões?

As medidas de controle e manejo populacional de escorpiões baseiam-se na retirada/coleta dos escorpiões e modificação das condições do ambiente a fim de torná-lo desfavorável à ocorrência, permanência e proliferação destes animais.

Na área externa do domicílio

• Manter limpos quintais e jardins, não acumular folhas secas e lixo domiciliar;

• Acondicionar lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes apropriados e fechados, e entregá-los para o serviço de coleta. Não jogar lixo em terrenos baldios;

• Limpar terrenos baldios situados a cerca de dois metros (aceiro) das redondezas dos imóveis; • Eliminar fontes de alimento para os escorpiões: baratas, aranhas, grilos e outros pequenos animais invertebrados;

• Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como obras de construção civil e terraplenagens que possam deixar entulho, superfícies sem revestimento, umidade etc;

• Remover periodicamente materiais de construção e lenha armazenados, evitando o acúmulo exagerado;

• Preservar os inimigos naturais dos escorpiões, especialmente aves de hábitos noturnos (corujas, joão-bobo, etc.), pequenos macacos, quati, lagartos, sapos e gansos (galinhas não são eficazes agentes controladores de escorpiões);

• Evitar queimadas em terrenos baldios, pois desalojam os escorpiões;

• Remover folhagens, arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros;

• Manter fossas sépticas bem vedadas, para evitar a passagem de baratas e escorpiões;

 • Rebocar paredes externas e muros para que não apresentem vãos ou frestas. Na área interna

• Rebocar paredes para que não apresentem vãos ou frestas;

• Vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borracha;

• Reparar rodapés soltos e colocar telas nas janelas;

• Telar as aberturas dos ralos, pias ou tanques;

• Telar aberturas de ventilação de porões e manter assoalhos calafetados;

• Manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados.

 Observação: em áreas rurais, a preparação do solo para plantio pode promover o desalojamento de escorpiões de seu habitat natural (barranco, cupinzeiros, troncos de árvores abandonadas por longos períodos).

 

Controle químico funciona?

Não, o hábito dos escorpiões de se abrigarem em frestas de paredes, embaixo de caixas, papelões, pilhas de tijolos, telhas, madeiras, em fendas e rachaduras do solo, juntamente com sua capacidade de permanecer meses sem se movimentar, torna o tratamento químico ineficaz Até o presente momento não foi definida cientificamente a eficácia dos produtos químicos no controle escorpiônico em ambiente natural.

Invariavelmente, por ocasião do lançamento de novos produtos no mercado, a indicação de seu uso não vem respaldada por experimentos confiáveis. Ilustrando o exposto podemos citar a ausência quase absoluta, de registros de rótulo dos produtos no mercado nacional e internacional para tal finalidade. Crendices e perguntas freqüentes:

 O escorpião ataca?

Não, o escorpião se defende. Ferroa apenas quando é molestado, para se defender, ou seja, quando alguém coloca a mão ou encosta-se nele intencionalmente ou sem perceber. Se eu encontrar um escorpião na minha casa significa que encontrarei outros?

Provavelmente sim, mas não é obrigatório, pois nem sempre vivem em grupos. São animais solitá- rios, porém em áreas urbanas concentram-se em locais de fácil acesso à comida e ao abrigo.

Os escorpiões formam ninhos?

Não, mas existem locais, principalmente em áreas urbanas, que favorecem o seu aparecimento em maior quantidade. Por outro lado, deslocam-se o tempo inteiro, sem necessariamente retornar ao mesmo local.

O escorpião sobe no vidro?

 Não, os escorpiões não sobem em superfícies totalmente lisas.

 

Se um escorpião perder uma parte de seu corpo (pernas, cauda), ele consegue se regenerar?

Não, somente alguns exemplares, quando muito jovens, regeneram parte das pernas.

 

O escorpião, quando colocado em uma roda de fogo, comete suicídio?

Não. Na realidade, o escorpião morre desidratado pela ação do calor intenso.

 

Os movimentos que simulam uma ferroada nada mais são que reação de defesa a um agressor, no caso, o fogo. Do que depende a toxicidade do veneno de escorpião?

A toxicidade do veneno é diferente para cada espécie de escorpião, podendo variar dentro de uma mesma espécie.

 

Como ocorre o acidente?

Locais onde há acúmulo de matéria orgânica, entulhos, lixos, depósitos e armazéns atraem baratas pela disponibilidade de alimento e umidade.

Os escorpiões têm por alimento principal as baratas, e se deslocam aos lugares onde há abundância deste alimento. Por isso os escorpiões ocorrem com tanta frequência dentro das residências. Comumente os locais onde há proliferação intensa de escorpiões possuem um histórico de presença abundante de baratas.

Os grupos mais expostos são os de pessoas que atuam na construção civil, assim como crianças e donas de casa que permanecem o maior período no intra ou peri-domicílio. Ainda nas áreas urbanas, são sujeitos os trabalhadores de madeireiras, transportadoras e distribuidoras de hortifrutigranjeiros, por manusear objetos e alimentos onde podem estar alojados (escondidos) os escorpiões.

 Os escorpiões procuram alimento durante a noite, podendo entrar nas residências através de tubulações para fiação e encanamentos de esgoto, além de frestas de paredes, portas e janelas. Podem esconder-se da claridade do dia em lugares escuros e escondidos como dentro de calçados, armários, gavetas, panos e toalhas em áreas de serviço e banheiros. 


 

Sobre o Autor

Sou formado em Marketing & Propaganda (2004) e também em Jornalismo (2015) pela Unopar. Trabalho com Comunicação Social há mais de 15 anos e sou  proprietário do Jornal Manchete do Povo.

Localização

Rua: Alfredo Moreira Filho
N°: 362
CEP: 86600-003
Rolândia - PR

Mapa

O Jornal

Manchete do Povo - Mais de 3 mil exemplares todos os sábados em mais de 140 pontos da cidade.

Contato

Telefone: (43) 3016 0201

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fale conosco

News Letter

Receba nossas novidades por e-mail

logo-manchete-do-povo-rodape