Comissão rejeita proibição de venda de bebidas alcoólicas em postos de Londrina

Comissão rejeita proibição de venda de bebidas alcoólicas em postos de Londrina Destaque

A Comissão de Justiça da Câmara Municipal de Londrina (CML) reprovou, na tarde desta segunda-feira (11), o projeto de lei que proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis, de Jairo Tamura (PR). Com a matéria rejeitada, o parlamentar tem 30 dias para apresentar recurso, que será analisado em plenário. Se a contestação for acatada, o texto segue tramitando nas comissões temáticas.


O presidente da Comissão de Justiça, Filipe Barros (PRB), elogiou a intenção do vereador do PR, mas apontou que o problema não seria solucionado. "O consumidor vai comprar a bebida de qualquer jeito. Se não tem no posto, ele vai no supermercado mais perto."A reunião contou com a presença de donos de postos, de representantes do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Paraná (Sindicombustíeis) e de moradores do Jardim Higienópolis, bairro paralelo à Avenida Higienópolis, no centro de Londrina, que apoiam o projeto de Tamura.

Tamura ponderou que "não quer prejudicar os empresários do ramo", mas citou que, no caso da Higienópolis, "a algazarra que invade a madrugada é motivada pelo consumo excessivo de álcool".

Tentando amenizar a discussão, o vereador Amauri Cardoso (PSDB) lembrou da intenção do prefeito Marcelo Belinati (PP) em proibir a ingestão de bebida em vias públicas. O líder do gestor na Câmara, Péricles Deliberador (PSC), confirmou que o assunto será incluído em um projeto do Executivo. A expectativa é que o texto seja enviado à Câmara até o início de outubro.

Segundo o diretor do Sindicombustíveis em Londrina, Cláudio Monaco, a restrição na venda atingiria diretamente a renda dos postos. "Em uma base de cinco funcionários por estabelecimento, teríamos 500 empregos a menos em Londrina. A proibição só gera mais desemprego e perda da arrecadação", apontou.

As críticas foram rebatidas por moradores do Jardim Higienópolis. "Nós protocolamos um documento com mais de mil assinaturas. Queremos ter o nosso direito ao descanso respeitado", avaliou Agmara de Cássia, residente há mais de 25 anos no bairro.

(Colaborou Guilherme Marconi)

fonte: 

Sobre o Autor

Sou formado em Marketing & Propaganda (2004) e também em Jornalismo (2015) pela Unopar. Trabalho com Comunicação Social há mais de 15 anos e sou  proprietário do Jornal Manchete do Povo.

Localização

Rua: Alfredo Moreira Filho
N°: 362
CEP: 86600-003
Rolândia - PR

Mapa

O Jornal

Manchete do Povo - Mais de 3 mil exemplares todos os sábados em mais de 140 pontos da cidade.

Contato

Telefone: (43) 3016 0201

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fale conosco

News Letter

Receba nossas novidades por e-mail

logo-manchete-do-povo-rodape