Operação Ductos:   Gaeco deflagra operação que investiga servidores da Sanepar e Empresários

O núcleo de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, deflagrou a Operação Ductos nesta segunda-feira, 20 de julho. Hoje foi cumprido 16 mandados de prisão temporário e 50 mandados de busca e apreensão.

As buscas foram cumpridas em 37 residências e 13 empresas, incluindo cinco estabelecimentos privados e oito da Sanepar. A operação aconteceu nas cidades de Ponta Grossa, Cornélio Procópio, Telêmaco Borba, Santo Antônio da Platina e Curitiba.

As investigações iniciaram há cerca de dois anos e apuram o pagamento indevido por serviços não realizados e fraudes em licitações, e o benefício ilegal para empresas mediante a propina a servidores da Sanepar.

Há suspeitas que as empresas organizavam, entre si o resultado de processos licitatórios a partir de informações internas da Sanepar.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.