NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em consideração aos leitores do Jornal Manchete em respeito a todo o eleitorado rolandense e por amor a verdade, gostaria que se registrassem alguns esclarecimentos sobre a publicação que versava sobre a impugnação da minha candidatura para o cargo de vereador nestas eleições.

Contudo, para isso, preciso primeiramente narrar, ainda que brevemente, minha trajetória nesta magnifica cidade onde resido por mais de 20 (vinte) anos. Constituí família, casado, pai de 3 (três) filhos, religioso, me tornei empresário na área da saúde e ajudo cuidando e melhorando a qualidade de vida dos rolandenses e região. Com muito esforço, aprimorei minhaaspiraçãoe hoje forneço trabalho digno a mais de 20 (vinte) funcionários. Dessa paixão, me vi desafiado a querer mais, ir além, parar com muita demagogia e exercer cidadania, nascendo o projeto social de capoeira ORKEOMAI, onde apresentamos as pessoas uma integração social, pregando sempre o respeito.

Por tais motivos, resolvi me envolver na política para buscar capacitação no intuito de ajudar essa cidade que me foi tão acolhedora. Infelizmente, nas eleições de 2008, houve registro da minha candidatura para o mesmo cargo que concorro nestas eleições, porém sem a minha concordância e certificação, inclusive sendo lançadas assinaturas falsificadas nos documentos necessários ao fato.

Obtive essas informações somente em 2012, ocasião que me levou, novamente, a desistir deste sonho. Porém, caro leitor, nobre eleitor, é preciso atentar-se que a prestação de contas suscitada é em relação a 2008, quando tive minhas assinaturas falsificadas, momento em que fiquei sabendo de tais irregularidades. Veja bem! São períodos distintos e um não se presta a validar ou confirmar a ocorrida no pleito anterior.

A questão veio à tona porque o TRE/PR entendeu que o pedido da minha desistência da candidatura reconhecia automaticamente o pedido de registro e, portanto, a prestação de contas tornou-se necessária. Entretanto, como já dito, minha desistência ao cargo de vereador efetuada em 2012, sobreveio quando efetivamente fui cientificado da má-fé que envolveu meu nome no pleito de 2008.

Destaco que a origem destas assinaturas falsas é de responsabilidade do partido Democratas, que me registraram à revelia, podendo ser confirmada por certidão emitida pelo próprio TRE/PR, servindo inclusive como prova de minha defesa nesta injusta impugnação.

É por tais motivos que faço esses esclarecimentos, pois não sou responsável por essas irregularidades, razão pela qual apresentei minha defesa e esclareço ainda que sou inocente e honesto e totalmente capaz de representa-los. Não será uma injusta agressão que me impedirá de lutar por Rolândia.

Nota de esclarecimento enviada por Dayanne Day através do E-mail [email protected].. no dia 29 de set (Há 1 dia). Ano 2016.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.