“Se você pode sonhar, você pode realizar” – Walt Disney

Derrubada do veto

Numa votação histórica, os Deputados e Senadores derrubaram o veto do presidente Temer que impedia o Refis – refinanciamento de dívidas das micro e pequenas empresas.  Esse programa vai beneficiar cerca de 600 mil empresas cadastradas no Simples Nacional que devem, juntas, aproximadamente R$ 21 bilhões em impostos, segundo cálculos do Sebrae. A possibilidade de recuperação desses pequenos negócios significa a elevação da arrecadação e a geração de milhares de novos empregos.  Defensor entusiasmado dos pequenos negócios, o Deputado Luiz Carlos Hauly foi muito festejado por essa vitórias MPEs.

Prazos do Refis

As PMEs que aderirem ao refis terão redução nos juros e na multa pelo não pagamento dos impostos, além de extensão do prazo para quitar a dívida. Os financiamentos serão de até 175 meses, com prestações mínimas de R$ 300. Poderão ser parcelados no refis das PMEs impostos do regime Simples vencidos até novembro de 2017. Para fazer parte do programa, as empresas devedoras terão que dar uma entrada de 5% do total devido à Receita – quantia que poderá ser dividida em até 5 vezes, com prestações acrescidas da taxa Selic e de mais 1%.

Refis Rural

Considerado o motor da economia, com peso excepcional no Paraná, o setor agrícola também obteve importante conquista no Congresso com a derrubada dos vetos do presidente Michel Temer à lei que institui a renegociação das dívidas do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Para os representantes da agricultura, um dos principais pontos era conseguir de volta a isenção de juros e multa no pagamento do passivo do Funrural. Esse foi um dos dispositivos que tinham sido vetados pelo presidente Michel Temer.

Aposta nas Startups

A efervescência em torno das startups fez a Kria, plataforma de investimentos do tipo crowdfunding, arrecadar R$ 1 milhão em apenas 15 horas na terceira rodada de captação aberta ao público, no final de março. A plataforma de crowdfunding já levantou, em menos de quatro anos, R$ 16 milhões para 50 empresas, sendo 10 voltadas para negócios de impacto social. O retorno acumulado para os investidores que entraram na primeira rodada tem sido de 37% ao ano. O investimento mínimo é de R$ 500,00.

Boa notícia

Sinais da recuperação. A produção industrial apresentou avanço de 0,2% no mês de fevereiro em relação a janeiro, na série com ajuste sazonal, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a fevereiro do ano passado, houve avanço de 2,8%. A taxa acumulada de crescimento da indústria nos últimos 12 meses é de 3,0%. O avanço ocorreu após uma queda de 2,4% em janeiro, mês que encerrou série de quatro meses positivos.

Queda dos juros

A queda dos juros básicos da economia tem potencial para liberar R$ 196 bilhões de renda do orçamento das famílias e das empresas brasileiras ao longo de 2018. Cálculos feitos pelo Ministério do Planejamento apontam que os juros mais baixos vão reduzir em R$ 147 bilhões o endividamento das famílias e em R$ 49 bilhões das empresas – o equivalente a cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB). No dia 22 de março, a taxa Selic atingiu mínima histórica, chegando a 6,5% ao ano.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.