Depósitos de construção de Rolândia apoiam a greve e suspendem a entrega de materiais

Lideranças da greve dos caminhoneiros em Rolândia acabam de informar que na manhã desta sexta (25) os depósitos de construção foram impedidos por tempo indeterminado de fazerem entregas nas obras. A reportagem do jornal MANCHETE DO POVO apurou a informação e em contato com três depósitos de construção de Rolândia confirmou que as entregas estão paralisadas e que os proprietários aderiram à greve sem resistência.

 

Após anúncio de que a greve estaria suspensa depois de suposta negociação de acordo divulgada na noite de quinta (24) nos principais telejornais do pais, os caminhoneiros intensificaram suas ações e garantem que a greve que começou na segunda (21) continua.

Carlos Della Rosa, garante que a greve continua e que os termos oferecidos pelo governo foi uma tentativa de enfraquecer o movimento, porém nenhum caminhão saiu do lugar. “Queremos também agradecer aos proprietários dos depósitos de construção e toda a população”, ressalta.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.